• Carrinho

  • 2010 – 2ª Fase – Prova Escrita de Biologia e Geologia

    • Prova Escrita de Biologia e Geologia – versão 1
    • Prova 715: 2.ª Fase – 2010

    GRUPO I


    Algumas pedras preciosas são variedades de corindo, um mineral raro, composto por átomos de alumínio e de oxigénio (Al2O3). Na estrutura cristalina do corindo, alguns dos átomos de alumínio podem ser substituídos por crómio, formando-se uma gema vermelha brilhante, designada rubi, ou por ferro e titânio, formando-se safiras azuis.

    Na cordilheira dos Himalaias, encontram-se mármores com cristais de rubi, tendo o movimento das placas litosféricas contribuído para a sua formação. Há cerca de 50 milhões de anos, entre a placa indiana e a placa euroasiática existia um mar, o Mar de Tétis. À medida que a placa indiana se movimentou em direcção à placa euroasiática, o Mar de Tétis foi-se fechando e, devido a intrusões magmáticas, ocorreu metamorfismo das rochas carbonatadas do fundo marinho. A presença de numerosos fósseis de animais marinhos nos estratos superiores dos Himalaias constitui uma prova da existência do Mar de Tétis.

    Não se encontram cristais de rubi em todos os mármores da crosta terrestre. Os geólogos têm investigado os mecanismos envolvidos na sua formação e propuseram o seguinte modelo: na evolução orogénica, representada na Figura 1, grande parte do fundo do Mar de Tétis continha os elementos necessários à formação daquelas pedras preciosas e o mar era tão superficial, em determinados locais, que secou e se formaram camadas de sais, os evaporitos. Os sais, ao serem aquecidos, originaram um fluxo, que permitiu que alguns átomos da rede cristalina do corindo, presente nos mármores, pudessem ser substituídos, originando mineralizações de rubi. Segundo este modelo, os evaporitos são a chave para explicar a formação de cristais de rubi.



    Figura 1 – Representação esquemática do movimento das placas litosféricas, com desaparecimento do Mar de Tétis e formação dos Himalaias, desde há 50 milhões de anos.


    1. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Os estratos superiores do monte Evereste, na cordilheira dos Himalaias, fizeram parte de um fundo marinho…

    (A) soerguido durante a acção de forças distensivas.

    (B) subdutado durante a acção de forças compressivas.

    (C) soerguido durante a acção de forças compressivas.

    (D) subdutado durante a acção de forças distensivas.

    Critérios

    —————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    2. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Alguns dos fósseis referidos no texto permitem determinar a idade _______ dos estratos em que se encontram, dada a _______ longevidade das respectivas espécies.

    (A) absoluta … grande

    (B) absoluta … pequena

    (C) relativa … grande

    (D) relativa … pequena

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    3. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    No choque da placa indiana com a placa euroasiática, o material rochoso, sujeito a tensões, deforma-se de modo _______, originando falhas em que o tecto _______ em relação ao muro.

    (A) irreversível … sobe

    (B) irreversível … desce

    (C) reversível … sobe

    (D) reversível … desce

    Critérios

    • Opção (A) ——— 5 pontos 


    4. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    O mármore com cristais de rubi da cordilheira dos Himalaias é uma rocha que…

    (A) resulta da acção de uma intrusão magmática em rochas calcárias.

    (B) provém da consolidação de um magma em profundidade.

    (C) apresenta uma orientação preferencial dos minerais constituintes.

    (D) possui alternância de bandas mineralogicamente distintas.

    Critérios

    • Opção (A) ——— 5 pontos 


    5. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Os depósitos gerados em ambiente glacial são _______ calibrados, sendo _______ os efeitos da meteorização química.

    (A) bem … preponderantes

    (B) mal … preponderantes

    (C) mal … insignificantes

    (D) bem … insignificantes

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    6. Explique de que modo o processo de metamorfismo e a formação de evaporitos contribuíram para as mineralizações de rubis em rochas dos Himalaias.


    Critérios

    A resposta deve apresentar os seguintes tópicos:

    ⇒ durante o metamorfismo de contacto / dos calcários (do Mar de Tétis) formaram-se rochas / mármores com corindo;

    ⇒ os evaporitos formaram-se pela precipitação de sais / como consequência da evaporação da água salgada / salobra;

    ⇒  os evaporitos / os sais do mar de Tétis, ao serem aquecidos, permitiram que alguns átomos (de alumínio da rede cristalina) do corindo pudessem ser substituídos por crómio, originando rubis.



    7. A característica que faz do corindo o termo 9 da escala de Mohs verifica-se, também, no rubi e na safira azul.

    Relacione essa característica com a utilização, em joalharia, das referidas variedades do corindo.


    Critérios

    A resposta deve apresentar os seguintes tópicos:

    ⇒ a escala de Mohs expressa a dureza de um mineral, o que se traduz pela resistência que o mineral oferece ao ser riscado / dificuldade com que o mineral se desgasta quando submetido à acção abrasiva;

    ⇒ sendo o rubi e a safira azul (variedades de corindo) minerais muito duros / de dureza 9, esta propriedade contribui para que as jóias se mantenham em bom estado.



    GRUPO II


    Na década de 40 do século XX, os geneticistas George Beadle e Edward Tatum defendiam um modelo explicativo da relação entre os genes e a biossíntese de aminoácidos. Segundo este modelo, as mutações alteravam os genes, produzindo enzimas não funcionais. Tais enzimas são proteínas que, quando funcionais, são responsáveis pela biossíntese de aminoácidos.

    Para testar a sua hipótese, «Um gene, uma enzima», expuseram os esporos do fungo Neurospora crassa, da estirpe selvagem, a radiação ultravioleta e obtiveram uma estirpe mutante, resultante de uma mutação genética. A estirpe mutante não podia crescer sem a adição de um aminoácido específico.

    Numa primeira fase da investigação, colocaram em três tubos de ensaio (A, B e C) um meio de cultura mínimo. Seguidamente, cultivaram, a partir dos respectivos esporos, a estirpe selvagem, no tubo A, a estirpe mutante, no tubo C, e no tubo B não cultivaram nenhuma das estirpes. Os tubos A, B e C foram incubados sob as mesmas condições ambientais e durante o mesmo período de tempo. Os resultados obtidos estão apresentados na Figura 2.



    Numa segunda fase da investigação, o meio de cultura mínimo foi colocado em vinte e dois tubos de ensaio. No tubo 1, mantiveram unicamente o meio de cultura mínimo. No tubo 2, adicionaram ao meio de cultura mínimo vinte aminoácidos diferentes. A cada um dos outros tubos, de 3 a 22, adicionaram um dos vinte aminoácidos presentes no tubo 2. Ao tubo 6 foi adicionada a lisina e ao tubo 12 foi adicionada a arginina. Após a montagem dos tubos de ensaio, foram dispersos esporos da estirpe mutante pela superfície de todos os meios de cultura. Os resultados encontram-se expressos na Figura 3.



    1. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Na primeira fase da investigação, representada na Figura 2, o tubo que serviu de controlo foi o…

    (A) tubo A, devido à presença de esporos da estirpe selvagem.

    (B) tubo B, devido à ausência de esporos das estirpes selvagem e mutante.

    (C) tubo B, devido à ausência de micélios das estirpes selvagem e mutante.

    (D) tubo A, devido à presença de micélios da estirpe selvagem.

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    2. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Os resultados obtidos nos _______ demonstram que a _______ ao crescimento da estirpe mutante.

    (A) tubos 1 e 6 … arginina e a lisina não são os aminoácidos essenciais

    (B) tubos 2 e 6 … lisina é o aminoácido essencial

    (C) tubos 1 e 12 … arginina é o aminoácido essencial

    (D) tubos 2 e 12 … arginina e a lisina são os aminoácidos essenciais

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    3. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Com os resultados obtidos nas duas fases da investigação realizada com o fungo Neurospora crassa, concluiu-se que, na estirpe…

    (A) mutante, as mutações são letais.

    (B) mutante, as mutações inviabilizam a síntese de um aminoácido.

    (C) selvagem, os genes inviabilizam a síntese de um aminoácido.

    (D) selvagem, os genes são letais.

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    4. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Uma forma de interpretar os resultados obtidos com a investigação realizada por Beadle e Tatum poderá ser a de que o mecanismo envolvido na transcrição da informação do…

    (A) RNAm para o DNA se traduz na síntese de uma proteína.

    (B) RNAm para o DNA se traduz na síntese de um aminoácido.

    (C) DNA para o RNAm se traduz na síntese de um aminoácido.

    (D) DNA para o RNAm se traduz na síntese de uma proteína.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    5. Desde há cerca de 80 anos que Neurospora crassa é um organismo-modelo dos mais importantes para a Biologia.

    A Figura 4 representa parte de uma árvore filogenética relativa ao género Neurospora, baseada em características de natureza evolutiva.



    Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    A análise da árvore filogenética representada na Figura 4 permite inferir que…

    (A) Neurospora sitophila deverá apresentar maior número de estruturas homólogas comuns com Neurospora intermedia do que com Neurospora tetrasperma.

    (B) Neurospora discreta é a espécie de fungo mais recente, porque divergiu há mais tempo de um ancestral comum.

    (C) Neurospora crassa e Neurospora intermedia são espécies que apresentam grande proximidade filogenética.

    (D) Neurospora tetrasperma e Neurospora sitophila deverão apresentar elevado número de estruturas análogas comuns.

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    6. A indústria alimentar tem cada vez mais dificuldade em prevenir e erradicar a contaminação fúngica.

    Esta dificuldade tem levado progressivamente ao uso de fungicidas. No entanto, após anos de uso de fungicidas, constatou-se o aparecimento de fungos resistentes.

    Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Numa perspectiva darwinista, a alteração da resistência aos fungicidas poderia ser explicada como resultante…

    (A) da existência, nos fungos, de genes seleccionados pela aplicação continuada de fungicidas.

    (B) do surgimento de fungos mutantes resistentes, após a aplicação continuada de fungicidas.

    (C) da necessidade de adaptação individual dos fungos, em resposta à aplicação continuada de fungicidas.

    (D) da sobrevivência diferencial dos fungos mais resistentes à aplicação continuada de fungicidas.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    7. Alguns fungos habitam na interface das raízes das plantas com o solo e, ao introduzirem-se nas células das raízes sem causar danos, desencadeiam uma associação simbiótica permanente com a planta, denominada micorriza.

    Explique em que medida as micorrizas contribuem para a prática de uma agricultura sustentável.


    Critérios

    A resposta deve apresentar os seguintes tópicos:

    ⇒ nas micorrizas, os fungos (as hifas / os micélios) aumentam a área de absorção de nutrientes por parte da planta, diminuindo a necessidade de utilização de fertilizantes;

    ⇒ o desenvolvimento das culturas é melhorado, sem afectar os ecossistemas / a água / o solo / a biosfera / não pondo em causa as culturas futuras.



    GRUPO III


    A ilha de Santa Maria situa-se na extremidade sudeste da plataforma do arquipélago dos Açores, incluída no grupo oriental, como se representa na Figura 5A. No mapa orográfico da ilha, esquematizado na Figura 5B, destaca-se a presença de uma serra, localizada na parte central, constituída por uma cadeia de picos que culminam no Pico Alto.

    Em virtude do forte levantamento sofrido pela ilha desde finais do Pliocénico, aproximadamente há 2 milhões de anos, Santa Maria é a única ilha dos Açores onde se encontram expostas importantes sequências estratigráficas de rochas sedimentares, frequentemente fossilíferas, intercaladas nas séries vulcânicas, como se representa na Figura 5C.

    A ilha, de natureza vulcânica, emergiu no Miocénico, há aproximadamente 10 a 8 milhões de anos. A actividade vulcânica estendeu-se até ao Pliocénico, com fases alternadamente subaéreas e submarinas, efusivas e explosivas, e terá parado após os episódios em que grandes quantidades de piroclastos (lapili e cinzas) foram expelidas por três pequenos cones vulcânicos, localizados no centro da ilha. Estes materiais de projecção estão transformados em campos de argilas vermelhas, tendo ocorrido esta alteração num paleoclima mais quente e húmido do que o actual.

    Texto elaborado com base em V International Workshop, Palaeontology in Atlantic Islands, Santa Maria, 2008



    1. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    O enquadramento tectónico da ilha de Santa Maria, representado na Figura 5A, permite inferir que…

    (A) a sua localização, a sudeste da plataforma do arquipélago, a torna numa ilha assísmica.

    (B) na zona do Pico Alto, no centro da ilha, continua a construir-se nova crosta oceânica.

    (C) as rochas com conteúdo fossilífero são contemporâneas dos períodos de actividade vulcânica efusiva.

    (D) a actividade vulcânica parou, devido ao seu afastamento do rifte da Terceira e do rifte médio-atlântico.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    2. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    A actividade vulcânica da ilha de Santa Maria terá parado após episódios de vulcanismo _______, tendo a argila vermelha resultado da _______ dos materiais de origem vulcânica.

    (A) explosivo … meteorização

    (B) efusivo … meteorização

    (C) explosivo … erosão

    (D) efusivo … erosão

    Critérios

    • Opção (A) ——— 5 pontos 


    3. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Do corte estratigráfico representado na Figura 5C, pode inferir-se que o Complexo do Facho resultou de uma actividade vulcânica _______, correspondendo a uma unidade mais _______ do que o Complexo do Touril.

    (A) subaérea … antiga

    (B) submarina … recente

    (C) submarina … antiga

    (D) subaérea … recente

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    4. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    O basalto classifica-se, quanto à cor, como uma rocha _______, estando esta característica relacionada com a _______ relativa de minerais máficos na sua composição.

    (A) leucocrata … escassez

    (B) melanocrata … abundância

    (C) leucocrata … abundância

    (D) melanocrata … escassez

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    5. Faça corresponder a cada uma das caracterizações das rochas, que constam da coluna A, o termo que identifica cada rocha, expresso na coluna B.

    Escreva, na folha de respostas, as letras e os números correspondentes.

    Utilize cada letra e cada número apenas uma vez.



    Critérios

    • (a) – (3); (b) – (5); (c) – (6); (d) – (2); (e) – (1)  ——— 10 pontos 


    6. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Numa estação sismográfica distanciada do epicentro, a melhor explicação para o registo de ondas P e para a ausência de registo de ondas S será por estas deixarem de se propagar, ao atravessarem o limite…

    (A) crosta continental – manto.

    (B) núcleo externo – núcleo interno.

    (C) manto – núcleo externo.

    (D) crosta continental – crosta oceânica.

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    7. Ordene as letras, de A a G, de modo a reconstituir a sequência cronológica de alguns fenómenos envolvidos na ocorrência de um sismo.

    Escreva, na folha de respostas, apenas a sequência de letras.

    Inicie pela letra A.

    A. Acumulação de energia em falhas activas.

    B. Chegada das ondas S ao epicentro.

    C. Actuação continuada de tensões tectónicas, originando réplicas.

    D. Vibração dos materiais e dispersão da energia sísmica acumulada, em todas as direcções.

    E. Chegada das ondas P ao epicentro.

    F. Movimento brusco dos blocos fracturados, quando ultrapassado o limite de deformação das rochas.

    G. Propagação das ondas superficiais.

    Critérios

    • [A]- FDEBG C  ——– 10 pontos 


    GRUPO IV


    As Feófitas são algas castanhas macroscópicas, que apresentam dimensões muito variadas, podendo atingir cerca de cem metros de comprimento. Sendo um grupo maioritariamente marinho, com cerca de 1500 espécies, encontra-se geralmente próximo da superfície do mar. O talo das Feófitas diferencia-se em três partes: o disco de fixação, que lhes permite fixarem-se a um substrato, o estipe, cilíndrico e alongado, e a lâmina, que encima o estipe. Possuem como pigmentos fotossintéticos as clorofilas a e c, associadas a carotenóides, que lhes conferem a cor castanha. A parede celular contém fundamentalmente celulose, apresentando outras substâncias como a algina, utilizada no fabrico de doces, gelados e na indústria farmacêutica, tendo a laminarina como substância de reserva.

    A maior das algas castanhas, Macrocystis, também denominada «sequóia dos mares», pode ultrapassar cem metros de comprimento. O crescimento de Macrocystis é assegurado pela actividade de uma região meristemática, localizada na junção do estipe com a lâmina. Esta alga não necessita de um mecanismo para o transporte interno de água. Contudo, precisa de conduzir glícidos das zonas superiores do talo, mais bem iluminadas, para as zonas mais profundas. O estipe possui cordões de células alongadas, que se assemelham ao floema, por apresentarem placas crivosas.

    No ciclo de vida de outra Feófita, a Laminaria, representado na Figura 6, as fases haplóide e diplóide são perfeitamente distintas. A alga é o esporófito e, na sua superfície, desenvolvem-se esporângios, produtores de esporos. Estes originam gametófitos filamentosos e microscópicos, que produzem gâmetas, oosferas e anterozóides. Após a sua união, os zigotos desenvolvem-se em novas algas de Laminaria.



    1. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Macrocystis e Laminaria têm em comum com os organismos do reino Plantae…

    (A) a nutrição por absorção com digestão extracorporal.

    (B) a substância de reserva e a organização celular.

    (C) a presença de clorofila e o polissacarídeo estrutural.

    (D) a produção de energia química através da quimioautotrofia.

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    2. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Na região meristemática do estipe de Macrocystis, encontra-se um grande número de células em divisão…

    (A) meiótica, responsável pela sobrevivência em condições desfavoráveis.

    (B) meiótica, responsável pelo crescimento e pela renovação celular.

    (C) mitótica, responsável pelo crescimento e pela renovação celular.

    (D) mitótica, responsável pela sobrevivência em condições desfavoráveis.

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    3. Relacione a existência de algas castanhas de grandes dimensões, como Macrocystis, com a presença de um estipe com células semelhantes às de um tecido de transporte presente nas plantas.


    Critérios

    A resposta deve apresentar os seguintes tópicos:

    ⇒ as algas de grandes dimensões, de que Macrocystis é um exemplo, atingem grande profundidade, pelo que a taxa fotossintética varia ao longo do talo;

    ⇒ nestas algas, torna-se fundamental o transporte de substâncias orgânicas das zonas superficiais para as zonas mais profundas;

    ⇒  a presença de (um estipe com) células condutoras permite um transporte eficaz de substâncias orgânicas ao longo do talo / alga.



    4. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    No ciclo de vida de Laminaria, esquematizado na Figura 6, o processo que origina a variabilidade genética da descendência, através do crossing-over, ocorre na formação de _______, originando estes entidades _______ e pluricelulares.

    (A) gâmetas … diplóides

    (B) esporos … haplóides

    (C) esporos … diplóides

    (D) gâmetas … haplóides

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    5. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    As células do esporófito, no ciclo de vida de Laminaria, são geneticamente idênticas ao _______ e as células dos gametófitos _______ pares de cromossomas homólogos.

    (A) esporo … apresentam

    (B) zigoto … apresentam

    (C) esporo … não apresentam

    (D) zigoto … não apresentam

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    6. Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta.

    Na fase haplóide do ciclo de vida de Laminaria,…

    (A) os gametófitos resultam da germinação de esporos diferentes.

    (B) os gametófitos são entidades unicelulares que participam na fecundação.

    (C) o esporófito é uma entidade pluricelular que forma esporângios.

    (D) o esporófito origina esporos morfologicamente diferentes.

    Critérios

    • Opção (A) ——— 5 pontos 


    7. Seleccione a única opção que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Quando, durante um período de tempo, uma alga liberta para o meio maior quantidade de átomos de carbono do que a quantidade que fixa através da fotossíntese, a alga recorre à _______ de glícidos de reserva, _______ ATP neste processo.

    (A) hidrólise … consumindo

    (B) síntese … produzindo

    (C) hidrólise … produzindo

    (D) síntese … consumindo

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    8. Faça corresponder a cada uma das funções celulares, expressas na coluna A, o respectivo constituinte da ultra-estrutura celular, referido na coluna B.

    Escreva, na folha de respostas, as letras e os números correspondentes.

    Utilize cada letra e cada número apenas uma vez.



    Critérios

    • (a) – (8); (b) – (4); (c) – (1); (d) – (2); (e) – (6)  ——— 10 pontos 


    FIM


    Privacy Preference Center

    Close your account?

    Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?