• Carrinho

  • 2009 – Teste Intermédio – 11ºAno – março – Geologia

    • Prova Escrita de Biologia e Geologia – Versão 1

    • Prova: Teste Intermédio – 11ºAno – 2009

    • Duração do Teste: 90 minutos | 03.03.2009

    • Geologia

    Grupo I


    No dia 12 de Maio de 2008, na região de Sichuan, na China, ocorreu um sismo de 7,9 de magnitude, que teve a sua origem a uma profundidade de 19 km e o epicentro a 80 km da cidade de Chengdu, capital de Sichuan. O sismo foi sentido em várias cidades da China, como Pequim e Xangai, bem como em Banguecoque, capital da Tailândia, a 3300 km de distância do epicentro.

    Numa escala continental, a sismicidade que ocorre na parte central e oriental da Ásia é resultado da colisão das placas Indiana e Euroasiática. A placa Indiana move-se para norte, relativamente à placa Euroasiática, cerca de 50 mm/ano (Figura 1 A).

    O sismo ocorreu sob algumas das montanhas mais íngremes e escarpadas da Terra, Longmen Shan, as Montanhas do Portão do Dragão. Esta cordilheira, mais íngreme do que os Himalaias, é o limite oriental do planalto tibetano e resultou da colisão das duas placas. Os dados indicam que o sismo se originou devido ao movimento que ocorreu ao longo da falha de Longmen Shan (Figura 1 B). O sismo reflectiu as tensões tectónicas resultantes da convergência do planalto tibetano com a bacia de Sichuan.

    Em Dezembro de 2002, uma publicação periódica, de nível mundial, referia que em Sichuan poderia haver um sismo com magnitude superior a 7 nos anos seguintes. Também um investigador chinês, Chen Xuezhong, publicou um relatório em que referia que Sichuan tinha uma grande probabilidade de ser atingida por um sismo forte, devido à sua localização geográfica e de acordo com registos históricos.

    Nos dias anteriores ao sismo, várias pessoas alertaram para a ocorrência de comportamentos fora do normal em alguns animais. Por exemplo, centenas de milhares de sapos apareceram nas ruas, em várias cidades.



    1. Seleccione a alternativa que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    O sismo de Sichuan teve a sua origem no _______ e foi consequência de os materiais terem ultrapassado o seu limite de _______.

    (A) epicentro (…) elasticidade.

    (B) hipocentro (…) elasticidade.

    (C) epicentro (…) fragilidade.

    (D) hipocentro (…) fragilidade.

    Critérios

    —————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————

    • Opção (B) ——— 8 pontos 


    2. Seleccione a alternativa que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Nos dias que se seguiram ao sismo de Sichuan ocorreram _______ que atingiram _______ magnitude do que o sismo principal.

    (A) abalos premonitórios (…) menor

    (B) abalos premonitórios (…) maior

    (C) réplicas (…) menor

    (D) réplicas (…) maior

    Critérios

    • Opção (C) ——— 8 pontos 


    3. Seleccione a alternativa que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Na cidade de Chengdu, capital de Sichuan, o sismo de magnitude 7,9 foi considerado _______ na escala de _______.

    (A) muito forte (…) Richter.

    (B) forte (…) Richter.

    (C) muito forte (…) Mercalli Modificada.

    (D) forte (…) Mercalli Modificada.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 8 pontos 


    4. Seleccione a alternativa que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    O sismo de Sichuan, que resultou do movimento ao longo da falha de Longmen Shan, localizou-se numa zona _______ e foi consequência do movimento entre duas placas cujo limite é _______.

    (A) intraplaca (…) convergente.

    (B) interplaca (…) divergente.

    (C) interplaca (…) convergente.

    (D) intraplaca (…) divergente.

    Critérios

    • Opção (A) ——— 8 pontos 


    5. Faça corresponder a cada uma das afirmações de A a E o conceito de sismologia respectivo, indicado na chave:

    Afirmações

    A – Influencia a intensidade sísmica.

    B – As partículas do meio vibram perpendicularmente à direcção de propagação da onda.

    C – É a zona, à superfície, mais próxima do foco sísmico.

    D – As partículas do meio vibram longitudinalmente à direcção de propagação da onda.

    E – Permite calcular a distância epicentral para cada estação.

    Chave

    I – Onda P

    II – Onda S

    III – Sismograma

    IV – Epicentro

    V – Frente de onda

    VI – Hipocentro

    VII – Intervalo S-P

    VIII – Distância epicentral

    Critérios


    • A – VIII; B – II; C – IV; D – I; E – VII  ——— 10 pontos 


    6. Os sismos de elevada magnitude provocam frequentemente grande destruição e um elevado número de vítimas.

    Explique por que razão entidades como os Serviços de Protecção Civil utilizam preferencialmente a

    Escala de Mercalli Modificada, apesar de esta ser menos objectiva do que a determinação de magnitudes.


    Critérios

    A resposta deve apresentar os seguintes tópicos:

    ⇒  a Escala de Mercalli Modificada baseia-se nos efeitos causados pelo sismo em cada local;

    a intensidade, por ser um par metro apropriado para descrever os efeitos causados, é muitas vezes utilizada pelas entidades para dar uma noção mais exacta do impacto do sismo sobre a população.



    Grupo II


    A Rocha da Pena (Figura 2) localiza-se no Algarve, próximo de Salir, no concelho de Loulé, e está referenciada como Sítio Classificado, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 392/91, de 10 de Outubro. Trata-se de um património geológico que importa valorizar e divulgar como um georrecurso cultural, não renovável, e que deve ser preservado e legado como herança às gerações futuras. Apresenta diversas unidades litoestratigráficas, entre elas, a formação de Mira, constituída por xistos argilosos, o complexo vulcano-sedimentar, constituído por piroclastos, tufos vulcânicos, brechas vulcânicas, escoadas de basaltos e intrusões magmáticas, e a formação de Picavessa, constituída por calcários e brechas com fósseis de corais e de gastrópodes.



    1. Seleccione a alternativa que preenche, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    A Rocha da Pena apresenta a Sul material com comportamento _______, originando deformações em anticlinal, que evidenciam a acção de forças _______.

    (A) dúctil (…) compressivas.

    (B) dúctil (…) distensivas.

    (C) frágil (…) compressivas.

    (D) frágil (…) distensivas.

    Critérios

    • Opção (A) ——— 8 pontos 


    2. Seleccione a alternativa que preenche, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    As falhas 1 e 2 representadas na Figura 2 são _______ e o seu plano de falha define-se pela direcção e _______.

    (A) inversas (…) pela inclinação.

    (B) normais (…) pelo rejecto.

    (C) normais (…) pela inclinação.

    (D) inversas (…) pelo rejecto.

    Critérios

    • Opção (C) ——— 8 pontos 


    3. Seleccione a alternativa que permite obter uma afirmação correcta.

    As formações calcárias da Rocha da Pena apresentam um modelado que é devido…

    (A) ao facto de a água da chuva adquirir menor acidez ao atravessar as diferentes camadas da atmosfera.

    (B) a um processo lento e natural de abertura de fracturas através da dissolução do carbonato de cálcio.

    (C) ao enriquecimento dos calcários da formação de Picavessa em dióxido de carbono atmosférico.

    (D) à introdução de águas enriquecidas em iões de cálcio no núcleo das deformações em anticlinal.

    Critérios

    • Opção (B) ——— 8 pontos 


    4. Ordene as letras de A a F, de modo a sequenciar, do passado para o presente, os acontecimentos referentes à formação da Rocha da Pena.

    Inicie a ordenação pela afirmação A.

    (A) Deposição dos detritos que deram origem aos arenitos de Silves.

    (B) Actuação de agentes erosivos.

    (C) Actuação de forças compressivas, originando dobras.

    (D) Deposição do complexo vulcano-sedimentar.

    (E) Ruptura dos materiais originando falhas.

    (F) Formação dos calcários de Picavessa.

    Critérios

    • ADFC ——— 10 pontos
    ou
    • DFCEB  ——— 10 pontos


    5. A formação de Picavessa, que constitui as escarpas da Rocha da Pena, apresenta litologias indicadoras de que aqueles materiais tiveram origem em plataformas marinhas carbonatadas de águas quentes, límpidas e pouco profundas.

    Explique, utilizando o príncípio das causas actuais, de que modo a presença de fósseis de corais permite deduzir o paleoambiente em que foi originada a formação de Picavessa.


    Critérios


    A resposta deve apresentar os seguintes tópicos:

    ⇒ a aplicação do princípio das causas actuais permite desenvolver raciocínios sobre acontecimentos passados, utilizando os dados de hoje;

    ⇒ a presença de fósseis de fácies (fósseis de corais) na formação referida permite inferir o ambiente em que esta foi originada;

    ⇒ a formação de Picavessa terá, então, sido formada no Paleoambiente descrito, pois é naquele tipo de ambiente que se desenvolvem os corais, na actualidade.



    Grupo III


    O Maciço Ibérico ocupa cerca de dois terços do território continental português e corresponde a uma unidade geológica e estrutural constituída por rochas sedimentares metamorfizadas e rochas magmáticas com idades que vão do Pré-Câmbrico superior até ao Paleozóico superior. Durante este período decorreram os processos geológicos que culminaram na formação de cadeias montanhosas e permitiram o aparecimento de diversos depósitos minerais.

    Naquele que é hoje o Alentejo metalogenético integrado na Faixa Piritosa Ibérica (FPI), uma importante actividade vulcânica submarina deu origem a jazigos de sulfuretos maciços, devido à libertação de enxofre, que depois se viria a combinar com ferro. A circulação de fluidos hidrotermais entre as rochas vulcânicas e sedimentares deu lugar a processos físico-químicos que conduziram à deposição, em ambiente marinho, de massas de sulfuretos ricas em ferro, cobre, zinco, chumbo, prata e ouro. Estes jazigos vulcanogénicos, notáveis quer pelas suas dimensões, quer pelos metais neles existentes são, assim, constituídos por massas de sulfuretos polimetálicos em que predomina a pirite.

    A riqueza dos depósitos da FPI conduziu a uma intensa actividade mineira na zona, onde existem cerca de cem minas, algumas abandonadas, como S. Domingos, outras em laboração, como Neves-Corvo. Esta constitui o centro mineiro mais importante da Europa Ocidental, no que se refere a metais como o cobre, o zinco, o chumbo e o estanho, tendo sido descoberto em 1977 em alvo gravimétrico.

    Actualmente, na mina de Neves-Corvo, em resultado do processo de extracção do minério, são produzidas 1800 toneladas de rejeitados por ano. Destes materiais, que não têm valor económico e são portadores de elementos químicos contaminantes, 500 toneladas são reutilizadas no processo de enchimento da mina e as restantes 1300 armazenadas, através de deposição subaquática, em estrutura lagunar especialmente construída para o efeito e integrada no complexo mineiro. A mina de Neves-Corvo labora actualmente cumprindo regras de protecção ambiental, nas quais se integra um projecto inovador que prevê a utilização de uma tecnologia nova, que transforma os rejeitados de minas de sulfuretos numa pasta «altamente viscosa». A sua deposição vai permitir a completa reabilitação e revegetação da área de armazenamento, num processo compatível com um plano de fecho da actividade mineira.


    1. Seleccione a alternativa que permite obter uma afirmação correcta.

    A aplicação de princípios estratigráficos à unidade geológica que constitui o Maciço Ibérico possibilitou a…

    (A) determinação da sua idade relativa através da aplicação de radioisótopos.

    (B) identificação dos tipos de rochas existentes nesta formação.

    (C) reconstituição da sequência dos acontecimentos geológicos que o originaram.

    (D) determinação da sua idade absoluta através do estudo dos fósseis encontrados.

    Critérios

    • Opção (C) ——— 8 pontos 


    2. Seleccione a alternativa que permite obter uma afirmação correcta.

    Os depósitos de pirite da FPI foram formados…

    (A) por sedimentação de detritos provenientes de rochas pré-existentes.

    (B) pela dissolução de sais constituintes de rochas encaixantes.

    (C) por processos de meteorização física sobre rochas pré-existentes.

    (D) pela precipitação de sais concentrados durante a circulação de fluidos.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 8 pontos 


    3. Seleccione a alternativa que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Os jazigos polimetálicos da FPI, situados em profundidade, foram localizados através de um método _______, pela detecção de anomalias gravimétricas _______.

    (A) indirecto (…) negativas.

    (B) indirecto (…) positivas.

    (C) directo (…) positivas.

    (D) directo (…) negativas.

    Critérios

    • Opção (B) ——— 8 pontos 


    4. Seleccione a alternativa que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    A viabilidade económica da mina de Neves-Corvo permite considerá-la _______, e a aposta em novas zonas de prospecção poderá _______ o seu tempo de vida útil.

    (A) reserva geológica (…) aumentar

    (B) reserva geológica (…) diminuir

    (C) recurso geológico (…) diminuir

    (D) recurso geológico (…) aumentar

    Critérios

    • Opção (A) ——— 8 pontos 


    5. A exploração mineira suscita hoje grande preocupação ambiental, tendo em conta o estado de degradação em que se encontram as zonas mineiras abandonadas.

    Justifique, em face dos problemas gerados pela exploração mineira, a necessidade da aplicação de um plano de reabilitação ambiental cada vez mais exigente.


    Critérios


    A resposta deve apresentar os seguintes tópicos:

    ⇒  a exploração mineira produz resíduos volumosos e prejudiciais ao ambiente (ácidos, elementos radioactivos,…);

    ⇒ a contaminação da água e dos solos destrói o ambiente;

    ⇒ a aplicação do plano de recuperação procura evitar a disseminação dos contaminantes, minimizando o impacte ambiental.



    Grupo IV


    Os aquíferos costeiros constituem um recurso importante de água doce cuja qualidade tem vindo a decair devido ao aumento do consumo de água. A pressão humana que se tem verificado nas zonas litorais, especialmente nos meses estivais, tem conduzido a uma exploração intensiva e prolongada das captações de água doce próximas do mar.

    A instalação de captações de água doce em zonas costeiras exige estudos que permitam acautelar a contaminação dos aquíferos com água salgada. A interface água doce – água salgada, representada na Figura 3, é uma zona de gradiente de concentrações resultante da mistura entre as águas.

    Foi estabelecida, por Ghyben e Herzberg, uma relação empírica constante entre o nível freático acima do nível do mar (t) e a altura da coluna de água doce abaixo do nível do mar (h). Para cada metro que o nível freático esteja acima do nível do mar, há 40 metros de coluna de água doce sobre a água salgada (1:40).

    A aplicação desta relação permite a captação sustentada de água doce nas zonas costeiras.



    1. Seleccione a alternativa que permite obter uma afirmação correcta.

    Pela aplicação da relação de Ghyben-Herzberg, se a coluna de água doce for de 20 metros abaixo do nível do mar, a altura de água acima do nível do mar será de…

    (A) 2,5 metros.

    (B) 2,0 metros.

    (C) 1,5 metros.

    (D) 0,5 metros.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 8 pontos 


    2. Seleccione a alternativa que permite obter uma afirmação correcta.

    Segundo os estudos efectuados por Ghyben e Herzberg, se ocorrer uma sobreexploração de um aquífero costeiro, a interface água doce – água salgada…

    (A) desloca-se para a superfície, podendo ocorrer contaminação.

    (B) mantém a sua posição, podendo ocorrer contaminação.

    (C) desloca-se para níveis mais profundos, prevenindo a contaminação.

    (D) mantém a sua posição, prevenindo a contaminação.

    Critérios

    • Opção (A) ——— 8 pontos 


    3. Seleccione a alternativa que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Na exploração sustentada de um aquífero costeiro, a velocidade de extracção de água tem que ser _______ à velocidade de recarga, de forma a permitir o seu reequilíbrio por entrada de água _______.

    (A) superior (…) salgada.

    (B) inferior (…) doce.

    (C) inferior (…) salgada.

    (D) superior (…) doce.

    Critérios

    • Opção (B) ——— 8 pontos 


    4. Seleccione a alternativa que contém os termos que preenchem, sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correcta.

    Uma zona de aeração mais ______ permite, em tempo de pluviosidade elevada, recarregar o aquífero e ______ a contaminação.

    (A) porosa (…) retardar

    (B) porosa (…) acelerar

    (C) permeável (…) retardar

    (D) permeável (…) acelerar

    Critérios

    • Opção (C) ——— 8 pontos 


    5. Faça corresponder a cada uma das afirmações de A a E o respectivo conceito relacionado com reservas subterrâneas de água, indicado na chave:

    Afirmações

    A – Determina a capacidade de armazenamento de uma rocha.

    B – Quanto maior for a sua superfície mais fácil será a contaminação do aquífero.

    C – O seu limite superior coincide com o nível hidrostático do aquífero.

    D – O seu limite superior é constituído por rochas impermeáveis.

    E – A rocha armazém é delimitada superiormente por rochas permeáveis.

    Chave

    I – Pressão hidrostática

    II – Nível hidrostático

    III – Aquífero livre

    IV – Zona de saturação

    V – Permeabilidade

    VI – Zona de recarga

    VII – Aquífero cativo

    VIII – Porosidade

    Critérios


    • A – VIII; B – VI; C – IV; D – VII; E – III  ——— 10 pontos 


    FIM

     

    Privacy Preference Center

    Close your account?

    Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?