• Carrinho

  • 2015 – Época Especial – Prova Escrita de Biologia e Geologia

    • Prova Escrita de Biologia e Geologia – versão 1
    • Prova 715: Época Especial  – 2015

    GRUPO I


             O monumento natural do Algar do Carvão, na ilha Terceira, Açores, representado no corte geológico da Figura 1, é uma cavidade que corresponde a uma chaminé vulcânica, por onde ascendeu magma basáltico há aproximadamente 1800 anos. O algar atravessa uma camada de bagacina e de rochas traquíticas (com teor em sílica de aproximadamente 66%), originadas a partir de escoadas provenientes do vulcão do Pico Alto, localizado a norte da zona representada na Figura 1. Na parte mais profunda do algar, na rocha traquítica, formou-se uma lagoa, junto da qual existem carvões datados de aproximadamente 3300 anos pelo método do radiocarbono (14C). Em algumas zonas do algar, ocorreram desabamentos do teto e das paredes, por vezes, induzidos por atividade sísmica.

    Baseado em J. Nunes et al., «Monumento Natural Regional do Algar do Carvão», Atlântida, Vol. XLIX, 2004



    1. O carbono 14 (14C) tem um período de semivida de 5730 anos.

    Os dados permitem inferir que os carvões do algar possuem uma percentagem de isótopo-pai

    (A) de 50%.

    (B) de 25%.

    (C) inferior a 25%.

    (D) superior a 50%.

    Critérios

    —————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    2. Quando o magma ascende, a entrada de água no aparelho vulcânico, perto da superfície, contribui para _______ da pressão no sistema, o que conduz a uma atividade vulcânica _______.

    (A) uma diminuição … explosiva

    (B) um aumento … efusiva

    (C) um aumento … explosiva

    (D) uma diminuição … efusiva

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    3. As fumarolas constituem manifestações de vulcanismo _______, e a sua ocorrência está relacionada com os _______ valores de grau geotérmico registados na região dos Açores.

    (A) primário … baixos

    (B) primário … elevados

    (C) secundário … baixos

    (D) secundário … elevados

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    4. O magma basáltico, quando comparado com o magma traquítico,

    (A) contém maior teor de gases dissolvidos.

    (B) inicia a solidificação a temperaturas mais elevadas.

    (C) apresenta uma consistência mais viscosa.

    (D) possui menor percentagem de ferro e de magnésio.

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    5. O traquito é uma rocha vulcânica constituída essencialmente por feldspatos potássicos, como a ortóclase, que se podem associar a minerais

    (A) de olivina e de plagióclase sódica.

    (B) de piroxena e de plagióclase cálcica.

    (C) de anfíbola e de plagióclase cálcica.

    (D) de biotite e de plagióclase sódica.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    6. Ordene as frases identificadas pelas letras de A a E, de modo a reconstituir a sequência cronológica dos acontecimentos geológicos evidenciados no Algar do Carvão.

    A. Acumulação de depósitos de gravidade.

    B. Projeção de material piroclástico.

    C. Emissão de lavas pobres em sílica.

    D. Formação de rocha traquítica com carvões incorporados.

    E. Esvaziamento da chaminé vulcânica.

    Critérios

    • DBCEA  ——— 5 pontos 


    7. Faça corresponder cada uma das manifestações vulcânicas, expressas na coluna A, à respetiva designação que consta da coluna B.

    Escreva, na folha de respostas, apenas as letras e os números correspondentes.

    Utilize cada letra e cada número apenas uma vez.



    Critérios

    • (a) – 4 ; (b) – ; (c) – ——— 5 pontos 


    8. No algar, a água das chuvas entra diretamente pela abertura, ou infiltra-se e circula ao longo das fraturas existentes nas rochas traquíticas, contribuindo para a formação de estalactites de sílica.

    Explique a formação das estalactites de sílica existentes nas rochas traquíticas do Algar do Carvão.


    Critérios

    Tópicos de resposta:

    • referência à composição silicatada das escoadas traquíticas;

    • relação entre a circulação da água através das fraturas das escoadas e a dissolução dos minerais silicatados;

    • referência à precipitação de sílica;

    • referência à acumulação de sílica.


    GRUPO II


            Os corais são animais cujo corpo é constituído por uma parte mole (o pólipo) e por uma parte dura (o exosqueleto). Nas células periféricas do pólipo vivem associadas algas unicelulares (xantelas).

    No sentido de compreender as relações metabólicas entre as algas e o pólipo, foi desenvolvida a investigação seguinte.

    Ensaio 1

    Colocaram-se algas com metabolismo semelhante ao das xantelas num meio de cultura, em condições controladas de temperatura, alternadamente na obscuridade e à luz. Inicialmente, o meio de cultura esteve desprovido de CO2. Ao fim de alguns minutos, adicionou-se ao meio de cultura uma gota de uma solução enriquecida com CO2. A variação da concentração de O2 ao longo do tempo encontra-se registada no Gráfico 1.

    Ensaio 2

    Prepararam-se as seguintes culturas:

    Cultura 1 – algas isoladas em água do mar filtrada e enriquecida com CO2 radioativo;

    Cultura 2 – pólipos associados às algas em água do mar filtrada e enriquecida com CO2 radioativo;

    Cultura 3 – pólipos desprovidos de algas em água do mar filtrada e enriquecida com CO2 radioativo.

    Registou-se a emissão de radioatividade em moléculas orgânicas, nas algas e nas células dos pólipos, ao longo do tempo, em condições de obscuridade e de luminosidade. Os resultados encontram-se expressos na Tabela 1.



    1. No ensaio 1, as variações registadas dependem

    (A) exclusivamente do O2.

    (B) exclusivamente do CO2.

    (C) da luminosidade e do CO2.

    (D) da luminosidade e do O2.

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    2. De acordo com os dados do Gráfico 1, a velocidade da fotossíntese é superior à velocidade da respiração no período compreendido entre

    (A) C e D.

    (B) D e E.

    (C) A e B.

    (D) B e C.

    Critérios

    • Opção (A) ——— 5 pontos 


    3. Indique as culturas utilizadas como controlo no ensaio 2.


    Critérios

    • Cultura 1 e Cultura 3 ——— 5 pontos 


    4. Quando a luz incide nos tecidos clorofilinos, ocorre a _______ da água e a imediata _______.

    (A) redução … fixação de CO2

    (B) redução … libertação de O2

    (C) oxidação … fixação de CO2

    (D) oxidação … libertação de O2

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    5. Quando algas unicelulares de água salgada são colocadas em meio hipotónico, a _______ de água leva a _______ da pressão de turgescência.

    (A) entrada … um aumento

    (B) entrada … uma diminuição

    (C) saída … um aumento

    (D) saída … uma diminuição

    Critérios

    • Opção (A) ——— 5 pontos 


    6. O pólipo pode reproduzir-se por gemulação, forma de reprodução que predomina quando as condições do meio são _______ e que envolve processos de divisão _______.

    (A) favoráveis … meiótica

    (B) desfavoráveis … mitótica

    (C) desfavoráveis … meiótica

    (D) favoráveis … mitótica

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    7. Ordene as frases identificadas pelas letras de A a E, de modo a reconstituir a sequência cronológica dos acontecimentos que possibilitam às algas a produção de substâncias de reserva.

    A. Redução de moléculas de NADP+.

    B. Síntese de moléculas de amido.

    C. Cisão de moléculas de água.

    D. Formação de moléculas de glucose.

    E. Redução de moléculas de CO2.

    Critérios

    • CAEDB  ——— 5 pontos 


    8. Explique, tendo em conta o fator tempo, os resultados obtidos no que respeita à deteção de radioatividade nas algas da cultura 1 e nos pólipos da cultura 2.


    Critérios

    Tópicos de resposta:

    ⇒  referência ao facto de nas algas do meio 1, a radioatividade ser detetada mais cedo do que nos pólipos da cultura 2;

    ⇒  referência à produção de compostos orgânicos radioativos pelas algas, durante a fotossíntese (ou resultante da fixação de CO2 radioativo);

    ⇒  relação entre a transferência da matéria orgânica produzida pelas algas para os pólipos (ou o consumo da matéria orgânica pelos pólipos) e o aparecimento da radioatividade nos pólipos.


    GRUPO III


            No princípio do século XX, os geólogos consideraram que as rochas metamórficas que apresentavam o mesmo conjunto de minerais pertenciam à mesma fácies metamórfica, pois teriam tido condições semelhantes de formação (pressão e temperatura). O diagrama da Figura 2 traduz as diferentes fácies metamórficas (de 1 a 8). As letras A, B e C representam as sequências de fácies metamórficas associadas a uma zona de subdução oceano-continente, esquematicamente apresentada na Figura 3.



    1. A fácies das corneanas é característica do metamorfismo _______, associado a um aumento _______ significativo da temperatura do que da pressão.

    (A) de contacto … menos

    (B) de contacto … mais

    (C) regional … menos

    (D) regional … mais

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    2. A sequência de fácies metamórficas identificada pela letra A caracteriza-se por um _______ gradiente geobárico e por um _______ gradiente geotérmico.

    (A) baixo … baixo

    (B) baixo … elevado

    (C) elevado … baixo

    (D) elevado … elevado

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    3. Comparativamente aos xistos verdes, o eclogito forma-se a temperaturas _______ e a _______ profundidade.

    (A) superiores … menor

    (B) superiores … maior

    (C) inferiores … maior

    (D) inferiores … menor

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    4. Determinadas rochas, quando submetidas a metamorfismo _______, podem originar magmas dos quais resultam granitos associados a _______.

    (A) regional … filitos

    (B) regional … gnaisses

    (C) de contacto … gnaisses

    (D) de contacto … filitos

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    5. Nas zonas de subdução, como a representada na Figura 3, o magma que alimenta as erupções vulcânicas tende a ser _______, originando rochas _______.

    (A) rico em sílica … riolíticas

    (B) rico em sílica … andesíticas

    (C) de composição intermédia … riolíticas

    (D) de composição intermédia … andesíticas

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    6. A andaluzite e a silimanite são minerais polimorfos, dado que apresentam composição química _______ e estrutura cristalina _______.

    (A) igual … diferente

    (B) igual … igual

    (C) diferente … diferente

    (D) diferente … igual

    Critérios

    • Opção (A) ——— 5 pontos 


    7. A textura _______ do micaxisto indicia, essencialmente, a influência de uma tensão _______, responsável pela disposição dos minerais.

    (A) não foliada … não litostática

    (B) foliada … litostática

    (C) foliada … não litostática

    (D) não foliada … litostática

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    8. Explique de que modo, a partir do estudo de uma rocha metamórfica, se pode inferir a profundidade e a temperatura a que a mesma se formou.


    Critérios

    Tópicos de resposta:

    ⇒  referência à necessidade de identificação da composição mineralógica da rocha metamórfica;

    ⇒  referência ao facto de as condições de formação dos minerais ou das rochas metamórficas serem específicas dentro de determinados valores de pressão e de temperatura;

    ⇒  relação entre a associação de minerais presentes nas rochas metamórficas e as condições de formação das mesmas.


    GRUPO IV


           Nas ilhas Canárias, foi efetuado um estudo filogenético de três espécies de lagarto do género Gallotia (Gallotia galloti, Gallotia atlantica e Gallotia stehlini) e de quatro populações da espécie Gallotia galloti (galloti Tenerife, galloti Palma, galloti Gomera e galloti Hierro). A Figura 4 apresenta a distribuição geográfica de cada uma das espécies estudadas. Com base em dados de genética molecular, foi construído o diagrama representado na Figura 5. Os números indicam a quantidade de substituições de nucleótidos no DNA mitocondrial para o gene do citocromo b (proteína da cadeia transportadora de eletrões), ao longo das gerações, refletindo a distância genética entre os ramos. Na ilha de Tenerife, foram analisadas duas populações, G. galloti S.Tenerife, no sul, árido, e G. galloti N.Tenerife, no norte, húmido. Para estudar as diferenças morfológicas dos lagartos das diferentes populações, os investigadores recolheram indivíduos de ambos os sexos de cada uma das populações das diferentes ilhas. Os répteis foram criados em cativeiro, mantendo-se a separação entre as diferentes populações, em condições ambientais idênticas. As descendências, de cada uma das populações, continuaram a mostrar diferenças, de acordo com as características parentais.



    1. As condições de cativeiro permitiram o cruzamento aleatório entre lagartos _______ e as descendências _______ diferenças morfológicas interpopulacionais.

    (A) de populações diferentes … apresentaram

    (B) de populações diferentes … não apresentaram

    (C) da mesma população … apresentaram

    (D) da mesma população … não apresentaram

    Critérios

    • Opção (C) ——— 5 pontos 


    2. Relativamente à espécie Gallotia stehlini, a espécie Gallotia atlantica apresenta _______ dispersão geográfica e está filogeneticamente _______ afastada da espécie ancestral.

    (A) maior … menos

    (B) maior … mais

    (C) menor … menos

    (D) menor … mais

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    3. Segundo o diagrama da Figura 5, as populações de G. galloti que apresentam maior semelhança no DNA mitocondrial para o gene do citocromo b são

    (A) as de La Gomera e as de El Hierro.

    (B) as do sul deTenerife e as do norte deTenerife.

    (C) as do norte de Tenerife e as de La Palma.

    (D) as de La Gomera e as do sul de Tenerife.

    Critérios

    • Opção (A) ——— 5 pontos 


    4. A classificação apresentada na Figura 5 é

    (A) prática e filogenética.

    (B) racional e natural.

    (C) prática e natural.

    (D) racional e filogenética.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    5. As diferenças morfológicas existentes entre as espécies G. stehlini e G. atlantica, segundo uma perspetiva neodarwinista, terão resultado, entre outros fatores, da

    (A) seleção natural exercida sobre o indivíduo.

    (B) necessidade de sobreviver no ambiente.

    (C) adaptação individual à alteração ambiental.

    (D) ocorrência de mutações na população ancestral.

    Critérios

    • Opção (D) ——— 5 pontos 


    6. A expressão do gene mitocondrial para o citocromo b implica a

    (A) tradução da sequência de codões do mRNA no RER.

    (B) tradução da sequência de codões do mRNA nos ribossomas.

    (C) transcrição do DNA para moléculas de RNA pré-mensageiro.

    (D) transcrição do DNA para moléculas de desoxirribonucleótidos.

    Critérios

    • Opção (B) ——— 5 pontos 


    7. A regulação da temperatura nos répteis pode envolver, entre outros aspetos, a deslocação entre locais sombrios e locais soalheiros.

    Explique em que medida o referido comportamento pode contribuir para a regulação da temperatura corporal dos répteis, tendo em conta que se trata de animais ectotérmicos.


    Critérios

    Tópicos de resposta:

    ⇒  relação entre a incapacidade do réptil de regular a temperatura interna através do metabolismo e a ectotermia;

    ⇒  relação entre a deslocação do réptil para locais sombrios e a diminuição da temperatura corporal.

    OU

    relação entre a deslocação do réptil para locais soalheiros e o aumento da temperatura corporal.


    8. Explique de que modo a formação de ilhas contribuiu para a diversificação de formas de vida na Terra.


    Critérios

    Tópicos de resposta:

    ⇒  relação entre a formação das ilhas e a diversificação de ambientes;

    ⇒  relação entre as pressões seletivas diferentes e a diversificação de formas de vida.


    FIM


    Privacy Preference Center

    Close your account?

    Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?